Cuidados com Maltês

HIGIENE E ESTÉTICA



O tempo gasto na tarefa de escovar seu cãozinho vai diminuir gradativamente. As escovas ideais para o Maltês são as de cerdas duras, uma escova de pinos de aço longos também pode ser útil.


Evite cerdas de nylon, elas quebram os pêlos.


O Maltês deve ser escovado enquanto seco. Comece pelo quarto traseiro, passando para o quarto dianteiro. Seque o corpo e a cauda primeiro, deixe a cabeça por último. Certifique-se que todas as camadas da pelagem estão secas.


Nas primeiras vezes é aconselhável que peça ajuda a um criador ou profissional acostumado a esse trabalho, mas com vontade você logo aprende os macetes. Após secar seu cãozinho, use um pente de aço.


Não esqueça de marcar bem a linha divisória do pêlo desde a cabeça, passando pelo centro do pescoço, seguindo pela espinha dorsal até o rabo.
Segundo a criadora Eliana Bernardo, do canil Chien Trés Joli, o filhote tem que tomar no mínimo três banhos por semana para estar sempre limpo.


Como ele é branco, se ficar encardido, o banho vai ter que ser mais demorado e, portanto, mais incômodo para o cachorro. Se você conseguir manter a limpeza de seu Maltês com banhos rápidos, passando uma mão de xampu no filhotinho todas as vezes que ele ficar levemente sujinho, você evita banhos demorados.


Ele precisa se familiarizar com escova, pente, secador lacinhos e mãos tocando-o durante todo tempo.


As patinhas do Maltês também merecem atenção, entre as almofadinhas plantares das patas dianteiras e traseiras nascem pêlos que se não forem aparados podem causar problemas de postura. O animalzinho tem que ter firmeza ao caminhar e os pêlos fazem com que ele escorregue e apóie errado o membro. É simples, com uma tesoura aparam-se os pêlos. Se tiver medo de machucá-lo, peça ajuda a um profissional. No caso dos pelos estarem ressecados nas pontas é aconselhável que se tose cerce de um cm e hidrate com óleo de lavanda. Se a pelagem tiver uma falha muito grande causada por alergia ou acidente, o melhor a fazer é tosar totalmente, para o pêlo crescer por igual.


A maior causa de nós nos pêlos é a sujeira. O cãozinho que vive sempre ao ar livre vai ter mais problemas, mas não se desespere, se você acha que a manutenção do pêlo longo será muito difícil, você pode encurtá-lo até um comprimento de mais fácil manejo, não esquecendo que os cuidados devem ser os mesmos.


O ouvido do Maltês é muito sensível, evite deixá-lo molhado ou sujo. Após o banho passe uma haste de algodão, com cuidado.


Certifique-se sempre que os ouvidos estão bem secos e limpos, evitando inflamações. Um Maltês deve ser escovado da cabeça à cauda, prestando atenção a cada parte, principalmente as que tendem a embaraçar mais facilmente, como atrás das orelhas, abaixo do cotovelo e no quarto traseiro. A escovação deve ser feita com cuidado para ano puxar e quebrar os fios. Para ter uma pelagem perfeita, o Maltês requer muito tempo e paciência. Mas aos poucos você vai se acostumar.


Ao dar banho em seu cãozinho é preciso cuidado para não resfriá-lo e na hora da secagem não danificar o delicado pêlo com temperatura alta do secador.
Na hora do banho é recomendável que se coloque um algodão em cada ouvido para evitar umidade. Não deixe que ele tome vento depois do banho, evitando, assim, uma inflação nos ouvidos.


O banho deve ser dado sempre que necessário.


Existem xampus importados especialmente desenvolvidos para o Maltês. Caso não seja possível escolha xampu e condicionador neutro, de preferência da linha infantil.


O Maltês tem a pele muito sensível, por isso quanto mais suave o xampu menor a possibilidade de irritações e alergias.


Os xampus branqueadores realmente deixam os pêlos do Maltês brancos, mas não devem ser usados com freqüência, por que o efeito acumulativo pode prejudicar a pele e o pêlo. O lugar ideal para dar banho é em casa. Ele pode inclusive tomar banho em casa a vida inteira, só que a pelagem começa a dar um pouco mais de trabalho aos cinco meses de idade e, portanto, é preciso ter cuidado e talvez procurar ajuda de profissionais de estética. Após o banho, você deve tirar os nós dos pêlos do seu cachorro, a própria água pode deixar nós apertados e difíceis de remover.


Quando o banho terminar, seque levemente seu cachorro com uma toalha e depois com o secador. Sempre use ar morno. O ar quente tende ressecar o pêlo deixando-o opaco e quebradiço. A hora de secar seu cãozinho é que vai determinar sua aparência final, não basta um ótimo xampu, se você não souber secá-lo corretamente.


Os cuidados e a manutenção da pelagem do Maltês requer muita paciência. A falta de zelo acarreta nós no pêlo, embaraçando-o e tornando mais difícil a hora de pentear. A escovação periódica deve ser feita desde filhote, principalmente para que ele se acostume com o demorado ritual de escovação pelo qual vai passar quando adulto.

 

ALIMENTAÇÃO


A melhor alimentação para um filhote é uma ração de boa qualidade, porque nela encontram-se todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento do seu cãozinho. As rações são balanceadas e oferecem qualidade na alimentação. Independente da quantidade que o filhote ingerir, ele vai estar sempre bem alimentado. Até os dois meses de idade, ofereça ração umedecida, a partir dos dois meses de ração seca. Não deixe a panelinha de ração umedecida à disposição do filhote por mais de duas horas, ela pode fermentar e fazer mal a ele.


O filhote deve comer a vontade, mas para educá-lo a ter hora certa para evacuar é preciso tirar a panela de ração depois que ele comer o suficiente. Isso deve ser feito somente após os três meses de idade.


Dar um pedacinho do que você está comendo não fará mal, mas seria melhor que não acostumasse o cachorro com esse tipo de mimo.
A ração é um alimento completo. Os petiscos próprios para cães são bem-vindos, tanto os biscoitos, quanto os bifinhos encontrados em diversos sabores.

  • Tendência para engordar:

A raça tem tendência para engordar, até porque a estrutura do Maltês é para ser gordinho, forte. Ele é socado e tem pescoço curto. Mas cuidado, ele tem tendência para engordar por falta de atividade, pois é um pouco preguiçoso. Por outro lado, ele não necessita de exercícios, o Maltês gosta de dormir, ficar em casa. Ele até anda para acompanhar seu dono, mas logo senta e pede colo. O melhor a fazer é alimentá-lo com boa ração e brincar com ele, colocá-lo em movimento mesmo que seja para correr atrás de um brinquedinho durante 15 minutos por dia, talvez assim, nem dono nem cãozinho tenham problemas de peso.

 

PROBLEMAS COMUNS A RAÇA


  • OTITE: inflamação nos ouvidos

O ouvido de um cachorro é uma estrutura delicada que pode infeccionar mais facilmente em cães como o Maltês, que tem as orelhas caídas. Fique atento! Quando seu cãozinho sacudir ou coçar muito as orelhas, manter a cabeça pendendo para um lado ou ter mau cheiro, ele pode estar com algum problema nos ouvidos. As causas de infecção são várias: sabonete, água, ácaro, alergia e excesso de cera. Ouvido limpo e seco é ouvido saudável.

  • DESVIO DE PATELA: problemas nas rótulas

É causado por excesso de peso e piso excessivamente liso. Isso faz com que o cachorro se esforce mais para não escorregar e acaba prejudicando a postura. A prevenção é controlar o peso do cãozinho e preferir pisos mais ásperos, para facilitar sua andadura. Para curar, é preciso um tratamento com antiinflamatórios e procurar manter o cachorro num pequeno espaço para evitar movimentos bruscos, como pulos e corridas.

  • FORMAÇÃO DE TÁRTARO:

A única maneira de se prevenir à formação de tártaro no cachorro é a limpeza freqüente de seus dentes. A partir dos oito meses de idade, você deve limpar os dentes do seu cãozinho com uma gaze, duas vezes por semana. Esse procedimento é o suficiente para evitar o tártaro. Para facilitar a limpeza, comece a limpar os dentinhos logo de pequenininho. Assim, quando ele tiver oito meses, já vai estar acostumado com isso.

  • ECLÂMPSIA:

Acontece quando a cadela tem febres de 42 graus e convulsões causadas pela descalcificação muito rápida, que pode ocorrer durante a amamentação, podendo até levar a morte. O problema é controlado com cálcio ainda durante o final da gravidez. Mas não esqueça, peça sempre a orientação de um veterinário. Prevenir é o melhor remédio.

  • GRAVIDEZ PSICOLÓGICA:

A Maltês em especial tem uma necessidade muito grande de ter cria. Por isso é comum que algumas tenham a famosa gravidez psicológica. O dono pode detectar facilmente os sintomas. A cadela faz ninhos com brinquedos como se fossem filhotes, suas mamas enchem-se de leite e tudo leva a crer que ela está passando por uma gravidez. Esses distúrbios hormonais e psicológicos são causados pelo seu forte instinto maternal. Uma cadelinha que não cruzou pode ter gravidez psicológica só de ver outras com seus filhotes.

  • MANCHAS DE LÁGRIMAS:

Durante o nascimento dos dentes, a lágrima tende a ser mais ácida, colorindo o pêlo. Caso as manchas apareçam no adulto, deve-se procurar ajuda médica para identificar a causa. Muitos veterinários acreditam que seja um problema hereditário.
Manter os pêlos fora dos olhos, colocando lacinhos, ajuda a prevenir a formação de manchas.